Role o mouse

O Portal

O Portal OXE é uma das ações de mediação leitora do projeto OXE: literatura baiana contemporânea  que ocorre no IFBA, campus Santo Amaro, desde 2014. A criação do portal foi motivada pela necessidade de ter disponível um acervo que possibilitasse acesso a textos literários de autorxs baianxs de gerações distintas e gêneros diversos, voltado principalmente estudantes da educação básica. Além de ser um instrumento educacional, o site possibilita a circulação de textos literários baianos em mídias e redes digitais.

Ler mais sobre o projeto

Autores

  • Tatiele Café

  • Antônio Queiroz

    Se você gosta de lendas Pegue este livro e arquive É fruto da inspiração De um bom momento que tive
  • Ederval Fernandes

    E então fiz algo com isto e aquilo:   restos de duas jornadas,   sete vidas bandidas
  • Carlos Barbosa

    Traz o bebê próximo ao rosto. Procura sentir a respiração. Não tem coragem de tocá-lo. Treme.
  • Rosana Paulo

    Torcia pela vilã ardilosa e malsã
  • Juliana Ribeiro

    Beira de Mar, beira de maré, maré sem fim Abre a porta
  • Martha Galrão

    O que me mata é a falta de seus olhos nos meus.
  • Kátia Borges

    Minha avó era cega. Dela, herdei a capacidade de ver sem usar os olhos.
  • José Carlos Capinam

    A ele cabia apenas o banho, a janta e o descanso, para no outro dia voltar à lida.
  • Herculano Neto

    Não tenho medo de ser simples tenho medo de ser oco
  • Lita Passos

  • Lívia Mattos

    Deixa passar o que tiver de passado deixa ficar o que restou de sagrado
  • Iray Galrão

    Porquê o que importa na vida É TRATAR DE SER FELIZ.
  • Valdir do Carmo

    ...para o menino sem nome, nada mais era de se estranhar no mundo dos sentidos.
  • Luciany Aparecida Alves

    Eu salivo alegria
  • Clarissa Macedo

    É preciso aprender das pedras

Autores

Cyro de Mattos

Ela transpirou tremores misturados com cinzas.

Sandro Ornellas

Sinto perdido o mundo que não vi, a guerra em que não lutei, o poema que não escrevi. Nem escreverei

Itamar Vieira Jr.

E cores, algumas, sabia o que representava – presumíveis representações dos deuses da África

Tianalva Silva

E chorando e chorando muito, começava a dançar.