Role o mouse

O Portal

O Portal OXE é uma das ações de mediação leitora do projeto OXE: literatura baiana contemporânea que ocorre no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, campus Santo Amaro, desde 2014. Constitui-se em ações que promovem a leitura literária como prática de fruição estética, de entretenimento e de interação social, privilegiando a produção literária dos finais da década de 70 do século XX aos dias atuais, abarcando autores que selecionaram o estado como local de moradia e nicho de produção criativa.

Ler mais sobre o projeto

Autores

  • Carlos Barbosa

    Traz o bebê próximo ao rosto. Procura sentir a respiração. Não tem coragem de tocá-lo. Treme.
  • Cleberton Santos

    Palavras, todas as palavras que eu pudesse recitar o mundo
  • Wladmir Saldanha

    qualquer ponte é sonho e cimento, mas a ponte de Ilhéus a Ilhéus não será só esquecimento?
  • Almandrade Andrade

    O tempo, indiferente ao jogo dos relógios, não é mais dos livros.
  • Gildeci Leite

    A força da jurema se manifestava pelos elementos da natureza.
  • Kátia Borges

    Minha avó era cega. Dela, herdei a capacidade de ver sem usar os olhos.
  • Luciany Aparecida Alves

    Eu salivo alegria
  • Valdir do Carmo

    ...para o menino sem nome, nada mais era de se estranhar no mundo dos sentidos.
  • José Inácio Vieira de Melo

    O sentido da tua face, nenhum espelho concentra.
  • Victor Az

    Maria acordou cedo, bebeu um copo de leite, foi pra academia,
  • Érica Azevedo

    Brinco com versos Transformo minha lágrima e meu riso em percurso.
  • Ruy Espinheira Filho

    Meus olhos testemunham a invisibilidade das ondinas,
  • Romildo Alves

    Tudo chega, às vezes sem querer Seja em forma de dor ou de prazer
  • Aidil Araújo Lima

    A chuva trouxe lembranças, sua avó gritava: sai da chuva menina..., corria e ria sem reservas.
  • Ederval Fernandes

    E então fiz algo com isto e aquilo:   restos de duas jornadas,   sete vidas bandidas
  • Adriano Eysen

    O tempo rabisca teoremas no peito pedra do homem onde fantasmas me consomem.

Autores

Edu O.

Mas, lágrima é água triste Não serve para irrigar a terra, Nem torna mais feliz o chão

Margot Valente

Não quero ir e pronto! Só faço o que quero e quando quero, ora essa!

Neide Cortizo

A perfeição vive em instantes não se instala, é mutante.

Douglas de Almeida

Abaixo a palavra que cassa traça o destino de alguns homens