Role o mouse

O Portal

O Portal OXE é uma das ações de mediação leitora do projeto OXE: literatura baiana contemporânea que ocorre no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, campus Santo Amaro, desde 2014. Constitui-se em ações que promovem a leitura literária como prática de fruição estética, de entretenimento e de interação social, privilegiando a produção literária dos finais da década de 70 do século XX aos dias atuais, abarcando autores que selecionaram o estado como local de moradia e nicho de produção criativa.

Ler mais sobre o projeto

Autores

  • César Rasec

    E Guripo lançou a maldade no horizonte. O outro era o alvo.
  • José Inácio Vieira de Melo

    O sentido da tua face, nenhum espelho concentra.
  • Ayêska Paulafreitas

    Um hábito como outro qualquer, mania como todo mundo tem.
  • Mariana Paiva

    Saudade não conhece manchete ruim de jornal.
  • Cláudia Barral

    Um disfarce do azul. Pálpebras que dormem e acordam Os sonhos de uma lagarta.
  • Ruy Espinheira Filho

    Meus olhos testemunham a invisibilidade das ondinas,
  • Almandrade Andrade

    O tempo, indiferente ao jogo dos relógios, não é mais dos livros.
  • Antônio Barreto

    A forma da poesia Não é muito radical Porque a simplicidade É muito fundamental
  • Clarissa Macedo

    É preciso aprender das pedras
  • Denisson Palumbo

    e no bagaço do bagaço do bagaço, um fiapo de vida.
  • Julio Braga

    indaka de kafurungonga da ciência etnológica
  • Cyro de Mattos

    Ela transpirou tremores misturados com cinzas.
  • Rita Queiroz

    Na despedida, não há lágrimas Apenas lembranças
  • Gildeci Leite

    A força da jurema se manifestava pelos elementos da natureza.
  • Alex Simões

    quanto mais reprincipio mais desconheço este mundo
  • Sandro Ornellas

    Sinto perdido o mundo que não vi, a guerra em que não lutei, o poema que não escrevi. Nem escreverei

Autores

Núbia Paiva

Vou comendo pelas beiras Minha agonia semi-nua Vou abrindo essa porteira De querer ser sempre tua

Neide Cortizo

A perfeição vive em instantes não se instala, é mutante.

Douglas de Almeida

Abaixo a palavra que cassa traça o destino de alguns homens

Kátia Borges

Minha avó era cega. Dela, herdei a capacidade de ver sem usar os olhos.